NOVIDADES Ethno

Acompanhe o cronograma

05 de julho de 2019 // Ethno Brazil

Jovens músicos de todo o mundo irão se encontrar no Brasil!

A segunda edição do festival será realizada entre os dias 1º e 13 de agosto, 25 músicos selecionados, com idades entre 18 e 30 anos e vindos de todos os lugares do mundo, irão se encontrar em na Fazenda Serrinha no interior de São Paulo. Durante 13 dias, os músicos participarão da segunda edição do Ethno Brazil, com workshops, oficinas, ensaios e vivências multiculturais.

Ethno Festival é promovido por Jeunesses Musicales International (JMI), a maior organização sem fins lucrativos do mundo voltada ao desenvolvimento da música jovem. Através de mais de 40 mil atividades musicais por ano, a JMI atinge mais de 5 milhões jovens de 80 países. A organização usa o poder universal da música como uma ferramenta para capacitação e transformação, buscando tornar o mundo um lugar melhor para todos.

O Ethno é um programa voltado para a difusão da música – contemporânea e tradicional. Criado em 1990, o projeto se dirige a jovens músicos, com a missão de reviver e manter vivo o patrimônio cultural global. Presente em mais de 20 países, o Ethno envolve jovens através de uma série de acampamentos de música, onde workshops, ensaios e concertos são levados a escolas, praças, teatros e espaços coletivos, com o objetivo de promover a paz, a cooperação e a compreensão da cultura de origem dos participantes.

Um aspecto central do Ethno é sua abordagem democrática de aprendizagem, pela qual jovens ensinam a música de seus países e culturas aos demais. É uma pedagogia não formal que foi refinada nos últimos 25 anos, abraçando os princípios do diálogo e da compreensão intercultural. O Ethno oferece uma oportunidade única para que jovens de todo o mundo se juntem e se envolvam democraticamente através da música, em uma relação pautada pelo respeito, generosidade e abertura.
Em 2018, realizamos a primeira edição do Ethno Brazil, cujo trabalho gerou um incrível teaser, que pode ser acessado pelo link a seguir: https://www.youtube.com/watch?v=xOhwOxWrrws

Como resultado desse encontro, serão organizadas atividades de integração multicultural e 4 apresentações gratuitas (espetáculos), com público total estimado em1.200 pessoas.

No repertório das quatro apresentações do grupo, cerca de 20 músicas de todos os continentes serão apresentadas
em arranjos únicos, elaborados em conjunto e, ao final, serão executadas músicas do repertório tradicional brasileiro, todas apresentadas em arranjo e formação inéditos, reunindo sob um mesmo palco instrumentos como alaúde, lyra de Stambul, bansuri, acordeon, MBira, pífanos, violinos, rabecas, percussões brasileiras e africanas, entre outros, além de vozes masculinas e femininas, todos primorosamente harmonizados.

Os músicos do festival terão como líderes artísticos Carlinhos Antunes, multi-instrumentista brasileiro, produtor e organizador da Orquestra Mundana Refugi e Suchet Malhotra, multi-instrumentista indiano e líder de festivais Ethno em diferentes países e atual coordenador geral do Ethno World.

Para esta edição, convidamos a maestrina Gisele Cruz para realizar atividades de preparação vocal, a atriz Deborah Lobo para realizar atividades de expressão corporal e preparação para performance no palco e o consagrado diretor cênico Paulo Rogério Lopes, que vai organizar e roteirizar as apresentações musicais do grupo.

Em 1º de agosto, todos os participantes chegarão a Fazenda Serrinha, em Bragança Paulista. Com diferentes horários de chegada, todos farão a primeira atividade de apresentação no final da tarde. A partir da chegada, diferentes atividades ocorrerão durante 8 horas por dia, com intensa participação de todos.

A primeira atividade de integração multicultural do grupo, ocorrerá domingo, dia 04 de agosto na Serrinha, em Bragança Paulista, onde os músicos serão integrados à cultura regional paulista, interagindo com o violeiro e estudioso da cultura tradicional brasileira Bruno Sanches. A segunda atividade de integração será realizada no mesmo dia, no final da tarde, com a participação do grupo de Fandango de Tamanco Cuitelo, de Capão Bonito. O objetivo é que todos os músicos possam conhecer e se apropriar do repertório proposto e os músicos possam aprender parte das técnicas apresentadas, para que levando um pouco da tradição paulista a seus locais de origem.

09 de agosto (sexta-feira):
A primeira apresentação ocorrerá no Galpão Busca Vida, um ambiente multicultural no bairro rural da Serrinha, em Bragança Paulista, para o público local estimado em 200 pessoas. https://galpaobuscavida.com.br/

10 de agosto (sábado):
A segunda apresentação do grupo ocorrerá na cidade de São Paulo, no incrível Auditório Ibirapuera, concorrida sala de espetáculos da cidade, para público estimado em 400 pessoas, localizado na Av. Pedro Álvares Cabral – Vila Mariana, São Paulo – SP. http://www.auditorioibirapuera.com.br/

11 de agosto (domingo):
A terceira apresentação será realizada em palco aberto, no premiado Teatro Municipal de Cerquilho, município do estado de São Paulo, situado na Rua Ângelo Luvizotto – Centro, Cerquilho – SP. Público estimado em 300 pessoas. https://www.cerquilho.sp.gov.br/busca/completa/teatro-municipal?#

12 de agosto (segunda-feira):
Por fim, o último espetáculo será realizado na cidade de Sorocaba, no Teatro Municipal Teotônio Vilela, localizado na Av. Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes, sem número, bairro Alto da Boa Vista, Sorocaba –SP. Para público exclusivamente formado por crianças, adolescentes e jovens das escolas públicas da cidade e de polos de ensino do Projeto Guri, estimado em 300 pessoas. http://www.sorocaba.sp.gov.br/tmtv/

Tags: